Jardim Botânico abre licitação para interessados em administrar café do Cerratenses

Empresas têm até 27 de fevereiro para apresentar proposta. Melhor contrapartida oferecida à fundação é um dos critérios de escolha

01 de Março de 2018
Jardim Botânico abre licitação para interessados em administrar café do Cerratenses
Interessados em explorar comercialmente o café do Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses) do Jardim Botânico de Brasília, no Lago Sul, têm até 27 de fevereiro para enviar as propostas. Conforme previsto no aviso de licitação, publicado na terça (30), podem participar empresas cujo contrato social estabeleça prestação de serviços alimentícios.

O edital estabelece como um dos critérios de seleção o maior valor pago à Fundação Jardim Botânico pela ocupação da área concedida, o que não poderá ser inferior a R$ 1,5 mil por mês. O contrato terá validade de 36 meses, prorrogável por até 60 meses.

A empresa deve comprovar capital social mínimo de R$ 15 mil. Os envelopes com as propostas serão abertos também em 27 de fevereiro, às 10 horas, no herbário do Jardim Botânico.

O café do Cerratenses tem 75,7 metros quadrados. O cardápio deverá ser composto por bebidas e comidas como café, chocolate quente, chá, suco, água de coco, energético, isotônico, quiche, salgado, sanduíche, almoço executivo e salada.

Dúvidas e informações complementares podem ser obtidas pelo telefone (61) 3366-1430 ou pessoalmente na Superintendência de Administração Geral do Jardim Botânico de Brasília, das 9 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. Os editais e anexos estão no site do local.